domingo, 17 de dezembro de 2017
Últimas Notícias
Capa / Destaques / América Futebol Clube

América Futebol Clube

Mequinha!

MequinhaO América Futebol Clube surgiu de uma dissidência do São Cristóvão. Por questões políticas, vinte e dois jogadores uniram-se e, em caráter irrevogável, assinaram um pedido de desligamento do clube. Após o rompimento, os atletas passaram a treinarem juntos, entre eles estavam: Francisco Cláudio de Lima (Chico de Pitiu), Edmilson Nicoulau, João Laureano (Piaba), Martinho Soares, João Augusto, Antonio Batista e muitos outros, mas até então o time era apenas um ideal, sem diretoria ou sede.Em 1945, numa noite de sexta-feira, ocorreu a primeira reunião do que viria a ser o América, na calçada da mercearia de seu Severino Grangeiro.

Inicialmente pensou-se em vários nomes, os mais cotados eram: Vasco da Gama, Flamengo e Fluminense. Mas foi Edmilson Nicolau que propôs batizá-lo de América Futebol Clube, em homenagem ao time de igual denominação, com sede no Rio de Janeiro, o qual era simpático a todos. Das pessoas acima citadas, participaram dos debates, ainda, Adalberto Delgado e Janduí Lima.Formando o time faltava então os recursos para a compra de material de treinamento. Daí que cada jogador contribuía semanalmente com uma pequena quantia em dinheiro, além de realizarem a “campanha das garrafas vazias”.

Nesse tempo, o plantel era composto por: Caçula, Didier, Máfia, Piaba, Neide, Biu Porto, Zé de Zuca, Noca, Elói e Bida.Oficialmente ele assumiu a condição efetiva de clube em 21 de abril de 1946, mas a consolidação definitiva veio em 1952, quando foi eleita a diretoria provisória. Já em 1953, teve seus estatutos registrados em Cartório, sendo o primeiro time de futebol de nossa cidade a adquirir personalidade jurídica.Em 1954, o América projetou-se ainda mais. Nesse ano foi eleito para a Presidência do clube o inesquecível José Ramalho da Costa, comerciante de estivas e grande fomentador do Futebol local.

O maior feito desta época foi a construção do Estádio que leva o nome do desportista. Antes, em 1951, o antigo “Campo da Lagoa” havia sido cercado de avelozes, e o Campinense Clube de Campina Grande venceu o América por 1 x 0, que daria origem ao Estádio do América, inaugurado em 22 de janeiro de 1956. A solenidade de inauguração do Estádio contou com a participação do Treze Futebol Clube de Campina Grande, que infelizmente abateu nosso time pelo score de 5 x 0.

Foi José Ramalho da Costa que implantou o profissionalismo no clube, que chegou a ter mais de quinze atletas profissionais em seu departamento esportivo.No dia 1º de agosto de 1968, foi reconhecido de utilidade pública pela Lei Municipal nº 151.No fim dos anos 60, a falta de incentivo e apoio financeiro fizeram com que Zé Ramalho se afastasse da direção do clube, assumindo os trabalhos uma junta governativa, que dirigiu a agremiação por três meses, decidindo os destinos do clube e voltando ao amadorismo.Em 1972, Vitória Régia e seu pai José Coêlho, compuseram o hino do time glorioso.

Em 1974, passando por mais uma crise, o clube esteve na iminência de desaparecer, o que não se deu graças ao seu sólido patrimônio (o estádio).

Agradecimento ao Senhor Rau Ferreira, do blog http:esperançadireitoepoesia.blogspot.com

Sobre Rochinha

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top